Amor e Relacionamento

04/02/2017

 

Vamos refletir sobre o porquê das pessoas buscarem alguém para casar e morar junto. O ser humano tem uma necessidade nata de registrar a sua existência e passagem pela vida. Desde o nascimento fomos acolhidos nos braços de alguém, quase sempre nos braços da nossa mãe. O calor do toque do abraço e o afeto passam a substituir o calor e o aconchego do útero. Depois durante toda a infância recebemos a atenção da família, conversamos e expressamos os nossos ideais, desejos, sonhos, alegrias e medos para nossa família. Passando os anos, começamos a buscar tudo isto em uma pessoa só: o namorado ou a namorada. Buscamos no abraço deles o calor do toque, do abraço e do afeto, conversamos e expressamos os nossos ideais, desejos, sonhos, alegrias e medos com eles e assim iniciamos o processo de transição de uma família para outra, saindo da família onde nascemos para criar uma nova família.

 

É um ritual natural e instintivo que garante a continuidade da experiência e existência do ser humano. Nós seres humanos temos a necessidade de registrar a nossa passagem e a nossa história, ou seja, precisamos que alguém saiba que estávamos aqui. É por isto que começamos a escrever nas pedras, temos agendas para registrar os eventos da nossa existência e às vezes, quando ninguém está olhando, cavamos o nosso nome numa árvore. Mas sabe o que gostamos mesmo? É de ter alguém para ser uma testemunha diária da nossa vida.

 

Inicialmente as pessoas da nossa família faziam esta função. Você chega em casa e as pessoas perguntam: “Como foi o seu dia?”, “Você já comeu?”, “Você cortou cabelo, ficou bonito!”  Depois de fazer a transição saindo da família aonde nascemos para criar uma nova família, sem perceber esperamos a continuação do mesmo movimento e é por isto que buscamos os namoros e casamentos.

 

Então como buscar os parceiros, como encontrar a alma gêmea, o companheiro ou companheira que desejamos? O que podemos fazer para melhorar os relacionamentos?

 

Não importa quem você é, pode ser um rei, uma rainha, presidente, executivo, mendigo, não importa. Se você faz parte da raça humana você busca a mesma coisa: amor. Todos os seres humanos querem amar e serem amados. Queremos compartilhar nossas alegrias, tristezas, medos e dúvidas. Queremos ouvir e sermos ouvidos. Queremos ter alguém para testemunhar a nossa existência no dia-a-dia.

 

Muitas pessoas já encontraram seus companheiros e outros ainda estão procurando. Se você está procurando o seu companheiro/a, sua alma gêmea, é importante verificar se você está realmente aberto e pronto para vivenciar a experiência de vida em conjunto com alguém. Muitas pessoas prontamente respondem que sim, “claro que estou pronto, só não consegui encontrar a pessoa certa”. Isto geralmente é uma resposta automática sem a certeza interna. A certeza interna é uma verificação da sua verdade emocional, para que você não caia na armadilha de querer namorar ou casar só porque os seus amigos e a sua família esperam e cobram isto de você. Então primeiramente conecte-se com a sua essência através da sua honestidade emocional e pergunte para você mesmo se é isto que você quer. Depois defina o tipo de relacionamento que você quer, ao invés de tentar recriar os modelos de relacionamentos alheios.

 

Depois de confirmar que é isto que você quer, é importante verificar o seu relacionamento com você mesmo. Por que muitas pessoas têm dificuldade de encontrar o seu parceiro ideal? Um dos principais motivos é que a pessoa ainda não encontrou o parceiro ideal dentro de si mesmo, ou seja, ainda não está se relacionando bem consigo mesmo, e quando alguém não está bem no relacionamento consigo mesmo, a pessoa tende a querer transferir a responsabilidade de se sentir bem para os outros e isto não funciona. Então primeiramente você precisa se namorar!

 

 

 

 

Você é quem passa a maior parte do tempo da sua vida com você mesmo. Quando você estiver bem e feliz com consigo mesmo, há mais um passo muito importante: verifique se você está carregando qualquer mágoa vindo de um relacionamento anterior, ou se você tem medo da rejeição ou de ser magoado no relacionamento. Caso afirmativo, é necessário trabalhar para dissipar esta mágoa e este medo, antes de começar a procurar um novo relacionamento, pois não há como entrar num relacionamento de amor com medo, já que ambas são freqüências emocionais que não se misturam, como o dia e a noite. É importante perdoar e pedir perdão antes de entrar num novo relacionamento. Queremos amar e ser amados, mas estamos muito magoados para reconhecer que o verdadeiro inimigo é o nosso próprio orgulho de não querer perdoar e de amar. Não há como conhecer o amor sem conhecer o perdão.

 

Importante: O 1º passo é o relacionamento de você com você mesmo, seu pensamento e sentimento: auto-estima, aceitação e amor próprio; O 2º passo é o relacionamento com o seu corpo, sua casa, trabalho, família, amigos, marido/mulher, cidade e com o mundo.

 

Como encontrar seu parceiro/a: Primeiramente pare de criticar e falar mal dos relacionamentos. Quando você fala algo contra os relacionamentos você atrai exatamente o tipo de relacionamento que você não quer. Então se coloque positivamente à disposição e comunique a sua disponibilidade para o universo, seus amigos e todos que gostam de você. É importante que a inteligência divina e as pessoas que participam na sua vida saibam que você está positivamente aberto e disponível, sem mágoas e sem críticas. Assim você coloca a energia de atração em ação. 

 

É muito importante que você pense e fale apenas o que você quer. Observe seus pensamentos e palavras sobre relacionamentos. Durante o dia, quando você tiver uns 3 minutos, sente em silêncio, feche os olhos e imagine, sinta e visualize, com detalhes, você vivendo o relacionamento ideal. Faça isso continuamente, como se já estivesse acontecendo da forma ideal para sua vida.

 

 

Abrace e avalie todas as oportunidades com amor e humor, sem desespero, sem críticas, defesas, mágoas e descrenças.

Saia da rotina, se movimente, se divirta e sempre projete alegria, bom humor, pensamentos e atitudes de que você está bem com você e com o mundo.

Onde encontra seu parceiro/a: Ambientes sociais, como festas, grupos afins, rede de amigos, academia, palestras, cursos, viagens, bailes, agencias de casamento, redes de relacionamento na internet, etc…

Lembre sempre de viver e celebrar a vida com gratidão, prazer, leveza e alegria!

 

 

Please reload

Posts Recentes

08/29/2015

Please reload

Tags
Please reload

Siga-nos
  • Facebook Classic
Conheça mais sobre o Livro Arte de Ser e Viver